Desde que a Francisca nasceu que o meu Mundo começou a gravitar à volta da minha pequena estrelinha com muita vontade própria.
As longas horas de sono são já memórias do passado e as avassaladoras dúvidas existênciais resumem-se agora a: “estará com fome?”, “quer arrotar?”, “ai cocó!!”, “aiiiiiiiii vai bolsar!!!!!”, “aiiiiiiiiiiiiiiiiii cólicas” e outros fenómenos quase sobrenaturais para os papás exaustos e sem livro de instruções.

Logo nos primeiros dias percebemos que as mamocas, as minhas claro, resolvem os maiores e mais estridentes dos nossos problemas.
Bom, tais atributos femininos têm fama de mover montanhas, noutros contextos é certo, mas para quem como eu nunca lhes deu grande importância, nos últimos tempos têm-se revelado as nossas melhores amigas: minhas e da Francisca que não vive sem o seu leitinho!
E eu já não vivo sem aquelas duas azeitonas a olharem para mim enquanto esboça um sorriso malandro de satisfação.
Às vezes, durante a amamentação, não consigo deixar de contemplá-la maravilhada e quando dou por mim estou com aquele olhar entre o tonto e ternurento de que só uma mãe é capaz mas outras vezes há, em que aproveito o momento de calma para espreitar algumas notícias.
Foi numa dessas ocasiões que encontrei um artigo que dizia: “No futuro será normal ter várias profissões, saltar e oscilar entre ocupações, sem que isso seja mal visto ou sinal de falta de foco”.
Enquanto actriz, nutricionista e recém mamã tal acabou por despertar a minha atenção – estarei a viver fora do meu tempo ou estarei melhor preparada para abraçar os desafios que o futuro me reserva?
Enquanto não tenho respostas vou aproveitar para continuar a fazer o que me deixa feliz, seja em cima de um palco, num consultório, num jardim a escrever ou aqui mesmo, deitada no chão junto à girafa Sofia, a brincar com o Tobias, o Malaquias e o Zacarias e a aguardar o momento em que te direi que no futuro podes ser tudo aquilo que quiseres!

8 Comments

  • Paula Beirão Valente diz:

    Ora nem mais! Um grande beijinho para esta mamã maravilhosa e, claro para o papá esforçado e babado!

  • Ana Sofia diz:

    Olà Sandra, gostava de ter a sua opinião enquanto nutricionista e mãe, sobre um tema que tanto atormenta as recem -mamãs que são as còlicas…
    Serà que o que comemos quando amamentamos tem influência?

    Estou ansiosa por ver novas receitas de papinhas, beijinhos

  • Sandra Santos diz:

    Um beijinho para a Paulinha da família Santos Catarré!

  • Sandra Santos diz:

    As cólicas, aquele mistério da Natureza que todas gostávamos que fosse desvendado!! De qualquer modo, existem alguns estudos científicos que abordam o assunto – alimentação da mamã vs. incidência de cólicas no bebé – fazendo por isso todo o sentido abordá-lo através de um post. Obrigada pela dica!! Beijinhos

  • Ana diz:

    Olá Sandra.
    A minha pipoca (Maria Inês) faz 6 meses para a semana e vai deixar de mamar em exclusivo.. algo que me tem “tirado o sono”. Ainda não sei se irei começar pelas sopas, fruta ou papas. Ela está gordinha, e pelo que percebi o medico deixou ao meu critério. Para a semana volto a ter consulta e queria ter uma opinião mais formada. Qual a sua opinião??? Antes de mais parabéns pela Xica e pelo blog. Vou segui-lo garantidamente!!! 🙂 beijinhos

  • Sandra Santos diz:

    Ana, não vale a pena perder o sono por causa das papinhas, vai ser muito giro experimentar coisas novas com ela, vai ver!
    Na minha opinião deve começar pelos legumes, por uma simples razão: a papa de cereais, como por norma é mais docinha, quando introduzida em primeiro lugar condiciona a posterior aceitação dos legumes. Cá em casa correu muito bem ter feito dessa forma, hoje em dia ela adora os legumes e a fruta e dá gosto vê-la comer! Um grande beijinho para a pipoca Maria Inês

  • Beatriz Santos diz:

    Boa tarde, estou a adorar o seu blog, tem sido muito útil. A minha bebé tem 7 meses e gostava de introduzir na sua alimentação umas bolachinhas caseiras, sendo assim encontrei uma receita bastante interessante. Acontece que a receita leva óleo de coco e farinha de aveia, como tal gostaria de saber se já posso dar estes ingredientes à bébé??

  • Sandra Santos diz:

    Olá Beatriz! Sim, se o seu bebé já experimentou esses ingredientes isoladamente então poderá oferece-los sob a forma de bolachas. Beijinhos, Sandra

Deixe um comentário