Papinha de maçã e funcho

Esta papinha de maçã e funcho é extremamente suave e aromática, mas ao mesmo tempo refrescante, perfeita para o Outono que aí se avizinha e o regresso às aulas, ou deverei dizer creche?!… Ontem foi o primeiro dia de escolinha da Francisca. Portou-se lindamente mas só lá ficou pouco mais de duas horas… Hoje já foi a valer e tivemos direito a uma daquelas despedidas em pranto, de cortar o coração.

Também já lá almoçou e fez a sestinha, junto com os coleguinhas e até levou a marmita para o lanche! Nela viajou esta deliciosa papinha, que combina o carácter anisado do funcho – que é rico em antioxidantes, potássio e vitamina C – com a doçura da maçã e a reconfortante aveia. Pronta para enfrentar os primeiros dias de aulas com um miminho da mamã na mochila, Francisca?

 

O funcho é conhecido pelos seus benefícios digestivos, estando provada a sua eficácia e segurança enquanto facilitador da libertação de gases que contribuem para a ocorrência de cólicas, em bebés e crianças, fazendo parte da composição de muitos suplementos alimentares e chás.1-4

No entanto, devido ao seu teor em alguns compostos voláteis (anethole, estragole, entre outros)5 torna-se prudente que o seu consumo seja apenas moderado/ocasional. Pronto, já sabemos que a papinha de maçã, funcho e aveia é deliciosa mas não é para fazer todos os dias, ok?

1.Efficacy of herbal tea preparation in infantile colic.
2. The effect of fennel (Foeniculum vulgare) seed oil emulsion in infantile colic: a randomized, placebo-controlled study.
3. A randomized double-blind placebo-controlled trial of a standardized extract of Matricariae recutita, Foeniculum vulgare and Melissa officinalis (ColiMil) in the treatment of breastfed colicky infants.
4. Clinical inquiries. What is the best treatment for infants with colic?
5. Can Estragole in Fennel Seed Decoctions Really Be Considered a Danger for Human Health? A Fennel Safety Update

 

13 Comments

  • Raquel Castro diz:

    Olá gosto muito das suas receitas. Já as realizei quase todas para as minhas gémeas de 7 meses. Em relação a esta fiquei surpreendida em relação as advertências em relação ao funcho. Eu estou a morar na Suíça e dou o as minhas filhas desde o 1 mês por ordem médica, nos primeiros quatro meses como chá junto com o leite para acalmar as cólicas e depois nos purê de legumes….

  • Sandra Santos diz:

    Olá Raquel, o seu comentário vem mesmo a propósito. A primeira vez que fiz esta papinha para a Francisca, ela tinha cerca de 7 meses. Ontem, ao pesquisar algumas curiosidades sobre o funcho para acrescentar ao artigo, deparei-me com algumas considerações que me deixaram surpreendida e apreensiva. No entanto, aconselho-a a ler (se tiver oportunidade) o último artigo que citei, que muito resumidamente diz que uma das substância que este alimento contem poderá ter efeitos nocivos mas que no alimento – funcho – a tal substância encontra-se em interacção com muitos outros compostos que anulam esse efeito. Salientando que nas suas diversas formas é usado há imensos anos intensivamente pelas mães italianas, sem qualquer prejuízo para os seus bebés e crianças. Contudo, como deve compreender é uma grande responsabilidade escrever para massas e sobre um assunto tão delicado. Deste modo, as advertências são no sentido de me salvaguardar, no caso de alguma criança reagir menos bem, o que de todo o meu coração duvido que possa vir a acontecer. Ainda: quando a palavra de ordem é variar, quase todos os alimento acabam por ter um consumo moderado, é ou não é? Um grande beijinho para si, para as suas gémeas e para a Suíça que isto do longe se faz perto! 🙂

  • Clarice diz:

    ola. já experimentei e fica ótima. esqueci-me de pôr o farelo de aveia mas mesmo assim ficou uma sobremesa perfeita. meu filho comeu e pediu mais.

  • Sandra Santos diz:

    Olá Clarice! Fica super aromática, não é? Ainda bem que o sei filhote adorou. Ficamos mesmo contentes. Beijinhos

  • Jéssica Gerdej diz:

    Essa época do ano encontramos bastante funcho no supermercado por aqui. Eu gosto sempre de variar a alimentação da Olivia oferecendo sempre coisas novas e dá época. Fiquei super com medo depois de que li sobre o funcho. Ela comeu uma vez com batata e frango e adorou, na época não sabia desses detalhes. Mas acredito que não seja um problema comer esporadicamente, alem de ser super nutritivo.

  • Sandra Santos diz:

    Olá Jéssica!! Partilho da mesma opinião! Também fiquei surpreendida quando li algumas considerações sobre o funcho mas um dos artigos que cito diz que não há motivos para preocupação face a esses constituintes do funcho. No alimento propriamente dito essas substâncias encontram-se em equilíbrio, com muitas outras, que anulam o seu possível efeito nocivo. Logo, não é sensato analisar o seu efeito isoladamente. Mais, nesse mesmo estudo referem que o funcho é usado pelas mamãs Italianas há vários anos, sem se verificarem quaisquer efeitos adversos nos bebés. No entanto, não fui capaz de não mencionar tais considerações, apenas para salvaguardar qualquer eventual reacção no decurso do seu consumo. Embora francamente ache muito pouo provável que tal se verifique. Beijinhos para si e para a Olívia

  • Cláudia Queirós diz:

    Olá Sandra! Aconselha a fazer as papas com farelo ou farinha ou com flocos?

  • Andreia Café diz:

    Olá, irei experimentar, fiquei curiosa.
    Uma questão já agora:
    Poderemos substituir o funcho ocasionalmente por outra opção?
    Não sendo uma opção aromática, mas podendo ajudar na consistência, pode por exemplo o xuxu ser opção?

    Obrigada <3

  • Sandra Santos diz:

    Olá Andreia! Acho que o chuchu não vai ficar muito bem mas é uma questão de experimentar… Pode é fazer a papinha sem funcho, usando só a aveia e a maçã. Eventualmente poderá colocar um pau de canela para aromatizar. beijinhos

  • Cidália diz:

    As últimas recomendações é não utilizar funcho na alimentação, é neurotóxico. Para mais informações consultar o e-lactancia e boas papas

  • Sandra Santos diz:

    Olá Cidália! Aconselho-a a ler cuidadosamente as referências bibliográficas que publiquei no fim do artigo, bem como a ler com mais atenção o que diz no site que me indicou: o e-lactancia – “For culinary purposes it does not pose any health risk if consumed as food or aromatic seasoning.” É importante saber distinguir “alimento”, onde todas as suas substâncias estão em estreita e equilibrada interacção de um “suplemento”. (http://www.e-lactancia.org/breastfeeding/fennel/product/)
    Boas papas para si também 😉

Deixe um comentário