Pronto, já sabemos que eu adoro os alimentos da época e nada melhor do que este doce de abóbora e maçã para celebrar a chegada do Outono e o Halloween, que é já no final do mês! A abóbora é facilmente digerível e raramente provoca alergias, para além de ser docinha e rica em antioxidantes, nomeadamente carotenóides, que são essenciais à saúde da pele, olhos e sistema imunitário do bebé. A maçã é também um alimento muito, muito fácil de digerir e tal como a abóbora também é uma boa fonte de fibra solúvel. A pectina existente nas maçãs atrasa a absorção da glicose e é útil no combate à obstipação daqueles bebés que têm um intestino mais preguiçoso!
Recentemente tenho recebido muitos pedidos de lanches para bebés com mais de 12 meses e quero deixar a ressalva que a categoria na qual enquadro as receitas se refere ao limite mínimo da idade para introduzir a papinha, sopa, puré e por aí fora! Esta, por exemplo, pode ser servida como uma papinha logo a partir dos 6 meses e depois enquanto doce ou como muito bem quiser até aos 99 anos!! 🙂
Assim, uma sugestão para o lanchinho das pestinhas poderia passar por combinar o doce de abóbora e maçã com requeijão. Este,  desde que pasteurizado pode ser introduzido a partir dos 9 meses e é uma excelente fonte de proteína e cálcio. Esta é uma combinação típica e resulta maravilhosamente bem. Com uma tostinha e polvilhado com nozes (a partir dos 24 meses) faz as delícias de toda a família e cabe em qualquer lancheira, seja para a creche ou para um dia agitado de trabalho. Hummm, já estou a ficar com água na boca…

Tabela de equivalentes – Direcção-Geral de Saúde

5 Comments

  • Carla Magalhães diz:

    Adorei as receitas parabéns , o meu filho adorou todas . Obrigado e continua assim cheia de energia e boa disposição.

  • Sandra Santos diz:

    Tão bom! Mensagens assim são igualmente deliciosas e uma grande motivação! Obrigada 🙂

  • Marina Costa diz:

    O meu Santiago adorou este doce ( e eu também hahaha) já acompanhou com iogurte natural e hoje adicionei 2 colheres de aveia…foi o lanche dele e não sobrou nada 😉 para a próxima vou tentar o requeijão.

  • Cátia Geriante diz:

    Olá 🙂 Antes demais, parabéns pelo blog e muito obrigada pelas partilhas 🙂 Gostava apenas de saber qual a duração da validade deste doce, ou seja, dá para conservar ou é só para consumir no momento?
    Desde já obrigada pela resposta!

  • Sandra Santos diz:

    Olá Cátia! Como o doce não tem qualquer conservante ou açúcar, aconselho a guardar no frigorífico por um período máximo de 3 dias. Beijinhos

Deixe um comentário