Neste contexto de isolamento social, aproveite para arrumar e organizar o frigorífico e os seus armários da cozinha. Deste modo, irá libertar espaço para mais produtos alimentares. A ideia é ir às compras menos vezes, comprar apenas o que necessita mas manter os alimentos bem acondicionados para que possam durar mais.

Esta é uma ótima oportunidade para se livrar daqueles produtos fora do prazo da validade ou que, por alguma razão não são utilizados e acabaram como “hóspedes permanentes” do seu valioso espaço de armazenamento. Especialmente nesta altura, em que passará mais tempo em casa e tanto necessita de espaço.

Para evitar problemas de higiene e de conservação dos alimentos, a cada seis meses deve fazer uma limpeza a fundo ao frigorífico. Depois de retirar todas as prateleiras e gavetas do frigorífico, lave com água quente e detergente da loiça. Enxagúe e limpe com um pano macio. 

Assim também se sentirá mais segura relativamente à contaminação de superfícies, nomeadamente pelo COVID-19, bem como por outros vírus, bactérias, fungos e outros agentes microbiológicos.

Para arrumar os alimentos nas prateleiras do frigorífico, se usar caixas e sacos hermeticamente fechados estará a reduzir os maus cheiros e a prevenir contaminações por organismos que possam provocar infeções alimentares. Lembre-se que, se um alimento apodrecer no frigorífico pode contaminar os restantes alimentos e transmitir odores e microorganismos. Proteja os alimentos com película aderente ou coloque-os em caixas herméticas. Tome as devidas precauções, já que esta não é mesmo a melhor altura para ficar com uma intoxicação alimentar, pois não?

Se possível, tente não encher demais o frigorífico, pois a livre circulação do ar frio ajuda a manter a boa temperatura (entre 3 e 5ºC).

Um frigorífico bem organizado permite encontrar rapidamente os alimentos, evitando que a porta fique demasiado tempo aberta. Desta forma, há um menor consumo de eletricidade para atingir a temperatura ideal no interior.

Priorize o recurso a recipientes quadrados e retangulares para o armazenamento de comida e sobras de refeições, já que são mais fáceis de organizar e optimizar o espaço do frigorífico. Também pode substituir um recipiente grande que contenha sobras de uma refeição, por vários mais pequenos. São mais práticos no dia a dia e vão gerando mais espaço à medida que vai consumindo as refeições.

No frigorífico:

Para a organização dos alimentos no frigorífico deve ter em consideração que a temperatura no seu interior não é homogénea, assim:

1- Zona superior (zona mais fria) – iogurtes, queijo, natas, compotas e alimentos já cozinhados, estes alimentos devem ser conservados em recipientes adequados e fechados. 

2- Zona intermédia – carne e pescado, fiambre e outros produtos de charcutaria, conservas abertas e produtos de pastelaria. 

As carnes conservam-se no frigorífico até 3 dias, com exceção da carne picada que dever ser confeccionada até 24h. O período adequado de conservação do peixe fresco no frigorífico é de 24h.

3- Prateleira inferior – sopa, pratos cozinhados e produtos em fase de descongelação (estes alimentos devem estar acondicionados em recipientes que evitem o derrame de líquidos resultantes do processo de descongelação). 

4- Gavetas inferiores – Hortícolas, fruta e leguminosas frescas. 

Retire as frutas e vegetais das embalagens originais, Lave cuidadosamente e escorra as folhas de salada e ervas frescas. Seque-as bem para que se mantenham frescas durante mais tempo.

5- Porta do frigorífico – manteiga, margarina, leite, sumos, ovos, água…

No congelador…

Organize os alimentos de forma lógica, dividindo-os em gavetas para a carne, o peixe, os legumes, etc.;

  • Identifique os alimentos e escreva a data de congelação;
  • Os alimentos devem ser congelados em porções, ou seja, na quantidade que vai utilizar para uma refeição.
  • Consuma primeiro os alimentos mais antigos;
  • Dependendo das características dos alimentos, o seu tempo de vida em congelação será diferente.
  • Evite encostar os alimentos à parede do fundo do congelador, pois podem ficar com gelo e estragar-se;
  • Para uma boa conservação dos alimentos, a temperatura do congelador deve rondar os 18ºC e ao contrário do frigorífico, a temperatura deve ser uniforme.
  • Ao regressar das compras, deve começar por arrumar os congelados. 
  • Os alimentos após terem sido descongelados nunca devem voltar a ser congelados.

Mantenha-se saudável e para dúvidas adicionais, consulte o nosso artigo sobre alimentos e COVID-19.

 

Fontes:
Direção-Geral da Saúde
Deco – Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor

Deixe um comentário