Desde cedo revelamos uma preferência para o sabor doce, já que este é inato. Deste modo, ao adicionarmos açúcar aos alimentos, sabemos que o bebé vai aceitá-los melhor e comer com vontade. Mas quais as consequências?

A maior parte dos iogurtes para bebés têm açúcar entre a sua lista de ingredientes. Já grande parte dos iogurtes naturais – “iogurtes dos nossos, para adultos” – como muitas mamãs lhes chamam, só contêm leite e fermentos lácteos na sua composição. Não parece um contra-senso? A falta de informação leva a que os papás confiem e até estejam dispostos a gastar mais uns trocos por um iogurte para bebé com uma carinha laroca e fofa na embalagem, que transmite segurança e confiança.

Acreditamos numa indústria consciente, que só quer o melhor para os nossos rebentos mas esquecemo-nos que por detrás da indústria existe uma gigantesca máquina de marketing, preocupada com os números e em satisfazer desde cedo os jovens consumidores, que ao docinho por norma não torcem o nariz.

Certo é que o açúcar aumenta significativamente o risco de no futuro o seu filho sofrer de doenças como diabetes, obesidade, entre outras e aparece muitas vezes disfarçado nos rótulos sob a forma de muitos outros nomes, tais como sacarose, maltodextrinas ou xarope de glicose.

Acabei por optar por dar à Francisca iogurtes “dos nossos”, sem açúcar e, muitas vezes tanto a minha mãe como o João diziam: “Coitadinha, é que o iogurte assim ao natural não é lá grande coisa!”. Eu gosto e a Francisca, embora no início tenha estranhado, duas ou três tomas depois, ficou fã.

Contudo, alguns (mas nem todos) dos iogurtes para bebés são feitos a partir de leite de vaca adaptado, o que permite que sejam introduzidos na alimentação do bebé logo aos 6 meses, enquanto os ditos para adultos são produzidos a partir de leite de vaca inteiro.

Com efeito, o leite de vaca inteiro só pode ser introduzido aos 12 meses mas o efeito prebiótico e probiótico do iogurte (alimento fermentado), com conhecidas vantagens ao nível da flora intestinal, justifica a sua introdução logo aos 9 meses.
Introduzir o iogurte para bebé aos 6 meses, feito a partir de leite adaptado mas com açúcar ou o iogurte natural “dos nossos”, aos 9 meses e sem este ingrediente a evitar em tenra idade, fica ao seu critério mas tenho a certeza que a partir de agora vai pensar duas vezes!

Com a Francisca acabei por optar pela segunda hipótese e esperei até aos 9 meses, seguindo sempre o mesmo princípio: deve aceitar o alimento isolado e só depois brincamos com diferentes combinações.

Assim, só depois de eu ter a certeza que ela o tinha aprovado é que comecei, volta e meia, a juntar fruta. Não há melhor aroma que o cheirinho da fruta ao natural, sem aditivos ou conservantes. A minha Xiquinha concorda e até já bate palminhas! Boa, meu amor!

Gostou deste artigo? Espreite estes…

Gostou deste artigo?

Espreite estes…

obstipação Como tratar a obstipação em bebés e crianças?
Ver Artigo
10 dicas 10 dicas para o seu filho comer bem
Ver Artigo
papa pelo biberão Devo oferecer papa pelo biberão?
Ver Artigo
melhor leite Qual é o melhor leite para crianças pequenas?
Ver Artigo
Clique para ver as receitas

89 Comments

  • Desiree diz:

    Ola. Concordo com tudo e embora a pediatra tenha dito para introduzir os iogurtes de bebe aos 6 meses, não o fiz. Para a semana o meu bebe já faz 9 meses mas confesso que já experimentei dar lhe iogurte natural pois no verão com calor achei que ia saber lhe bem. Comprei uns biológicos do LIDL.
    Que marca de iogurtes naturais aconselha?
    Obrigada desde já.

    • Sandra Santos diz:

      Confesso que cá em casa variamos muito mas os mais recorrentes são os naturais da Mimosa ou Danone. Mas a marca é um bocadinho indiferente, até pode ser marca branca, desde que a lista de ingredientes seja basicamente leite e fermentos lácteos. Se puder comprar biológicos tanto melhor. No outro dia comprei uns biológicos dos Açores e eram deliciosos mas não me lembro da marca… A ideia é ver sempre o rótulo e assim está sempre certa do que compra 🙂

  • Paula F diz:

    Bom dia, e qual é a sua opinião dos iogurtes vegetais? Tenho intenção de não dar leite de vaca ao meu filho (5meses), e por arrasto estão os iogurtes de leite de vaca.
    Obrigada

    • Sandra Santos diz:

      Olá Paula, É mais difícil generalizar sobre as melhores e piores opções no que diz respeito aos iogurtes vegetais, até porque hoje em dia existem muitas marcas no mercado e iogurtes feitos a partir de diferentes fontes vegetais. Faça uma pré-selecção através da consulta dos rótulos e caso tenha dúvidas esteja à vontade para me enviar um e-mail e analisarmos juntas a melhor solução. Beijinhos, Sandra

  • Rita Rodrigues diz:

    Concordo com todo o texto. É um assunto que já abordei com a pediatra da Diana e com a minha nutricionista. Optámos pelos iogurtes naturais, a diferença é que introduzi aos 7 meses e não aos 9.
    Parabéns pelo blog

  • Ana Rita Pereira diz:

    Bom Dia =)

    A minha Benedita tem 13 meses e adora os iogurtes naturais. São os únicos que come, mas para variar um pouco o sabor junto um pouco de fruta.
    Se os pais tiverem uma consciência alimentar saudável tentarão implementar nos seus filhos bons hábitos alimentares para o seu futuro.

    Beijinhos e Parabéns pelo Blog

    • Sandra Santos diz:

      O iogurte é muito prático e super versátil! Faço exactamente como a Rita, misturo com fruta e também com cereais, para variar. As combinações são inúmeras! Muito obrigada pela mensagem e muitos beijinhos para a Benedita

    • Maria João Marques Mateus diz:

      Boa noite Sandra…que tipo de cereais mistura? Eu introduzi perto dos 8 meses iogurte natural de ovelha biológico e o meu filho adora.

    • Sandra Santos diz:

      Olá Maria João, eu vario muito os cereais e pseudo-cereais que misturo com o iogurte e uso nas papinhas, desde arroz, aveia e milho a millet, quinoa e trigo-sarraceno. Não excluo o centeio, trigo e cevada da sua alimentação mas por norma acabo por evitá-los ao lanche porque ela consome-os noutras ocasiões e de outras formas, seja através do pão, massinhas e outras preparações. Todos estes cereais posso cozinhar sob a forma de grão, flocos, sêmola, farinha… Dê uma vista de olhos pelas receitas do blog para se inspirar e depois é só ir experimentando e improvisando com o que tem em casa. Não tenha medo de experimentar. Cá em casa a crítica tem sido excelente e olhe que eu não sou uma cozinheira por aí além… 🙂

    • Joana diz:

      Boa noite, temos aqui um menino APLV .. queríamos iniciar o iogurte daqui a 2 meses . temos a opção de comprar no supermercado ( sugestão da pediatra ) ou então fazer na iogurteira.. Não queríamos dar de soja por ser potencialmente alergenico mas na iogurteira só podemos utilizar bebida vegetal e ele só tem 7 meses.. algum conselho? Muito obrigada !! Não imagina como o seu blog me ajuda .

    • Sandra Santos diz:

      Olá Joana,

      Os iogurtes de soja são uma boa alternativa, tem também feitos com leite de coco.
      Para fazer em casa, sugiro que use uma bebida vegetal enriquecida em cálcio.

      Beijinhos,
      Sandra

    • monica martins diz:

      boa noite em relação aos iogurtes, concordo em dar “dos nossos” aso 9 meses, mas uma pediatra disse que a fruta juntamente com o iogurte é um erro. Que a fruta impede a absorção do calcio . assim como por bolacha tipo maria no iogurte…nao vejo vantagem a nao ser uma carga de açúcar. Substituir por biscoitos feitos em casa?

      E já agora sabe se é viavel eles comerem KEFIR? Para nós nao ha nada melhor….
      Grata, aguardo, MM

    • Sandra Santos diz:

      Olá Monica! É efectivamente um erro misturar bolacha Maria no iogurte mas a pediatra do seu filho deve estar equivocada em relação à fruta. Não encontro nenhuma relação pertinente no que à absorção de cálcio diz respeito. Pode misturar o iogurte com cereais, tais como aveia em flocos, gérmen de trigo ou simplesmente dar o iogurte ao natural. Beijinhos, Sandra

    • Andreia dias diz:

      Olá! Adorei o blog, mas gostava que houvesse um post sobre a alimentação de bebés com intolerância a caseina, alfa e beta albumina ( proteinas da vaca) pois é a situação do meu filho k tem 9 meses… beijinhos

    • Sandra Santos diz:

      Olá Andreia, ainda hoje pensei nesse assunto e na necessidade de dar às mamãs algumas orientações a esse respeito, bem como alternativas de receitas igualmente saborosas e nutritivas mas sem leite de vaca. Fica prometido o tal post!! beijinhos e felicidades

    • Ana Rita Almeida diz:

      Eu estou meia perdida, porque a minha bebé fez reação alérgica a uma papa láctea quando tinha 9 meses, e agora aos 11 disse para lhe introduzir um iogurte c leite adaptado porque será menos provável de fazer reação alérgica. Só que pelo que vejo, todos têm açúcares e está-me a incomodar a ideia de lhe dar iogurte durante 1 mês com açúcares adicionados.
      Ele disse que se correr bem, após 1 mês, para tentar dar umas colheres do iogurte natural.
      Alguma sugestão??

      E qual é o benefício de se dar iogurtes lacteos em vez de iogurtes de origem vegetal, como os de coco?

    • Sandra Santos diz:

      Olá Ana,

      Aconselho-a a marcar um consulta, pois nesta situação seria importante ter acesso a todo o histórico clínico.

      Beijinhos,
      Sandra

Deixe um comentário