Bolachinhas de aveia e banana

A Francisca adora ter qualquer coisa na mão para roer e eu aqui me confesso: às vezes é a única forma de conseguir cinco minutinhos de descanso!

A minha pestinha só me troca por comida ou mamocas, que em termos práticos não muda grande coisa…

Estas bolachinhas de aveia, super saudáveis e práticas são perfeitas para a deixar entretida e feliz. Além disso, respondem aos pedidos de muitas mamãs que nos últimos dias me perguntavam: “Ah, porque o meu filho já é mais crescido, só vais mesmo fazer receitas para bebés?”

Quem é amiga, quem é? As bolachinhas dão para bebés, lanchinhos para os meninos crescidos e ainda fazem as delícias dos papás. Nhami! Vamos a isso?

Esta foto foi tirada quando fiz pela primeira vez as bolachinhas e usei flocos de aveia. Agora tenho feito com o farelo e acho que resulta melhor. uma outra opção é misturar o farelo com um pouco de flocos para lhes dar uma textura mais crocante.

Bon Appetit

13 Comments

  • Cátia Domingues diz:

    Que bom aspecto! Vou fazer e depois conto como correu 😉

  • PNP diz:

    Olá, posso substituir os alperces por tâmaras? E posso usar farinha de aveia em vez de farelo?

  • Sandra Santos diz:

    Olá Paula! Pode substituir por tâmaras, ameixas, uvas passas… E usar a farinha em vez do farelo. Estas bolachinhas são extremamente versáteis. Ontem, uma mamã enviou-me uma mensagem a dizer que acrescentou um bocadinho de coco ralado e que ficaram óptimas. Dependendo da idade do bebé também pode seguir esta sugestão ou outras de acordo com a sua imaginação e criatividade 🙂 O seu bebé vai adorar!

  • Petra Figueira diz:

    Olá! Dá para substituir o óleo de côco? Obrigada

  • Sandra Santos diz:

    Olá Petra! Sem o óleo de coco a receita resulta igualmente bem! beijinhos

  • Neuza diz:

    Olá… Há forma de fazer estas bolachinhas substituindo a banana por outro ingrediente? Se sim, qual? É que o meu bebé tem tendência a prender o intestino e por isso evito dar banana. Obrigada desde já.. Bjnho

  • Catia diz:

    Estas bolachas são para dar a que idade?Obrigado

  • Joana Carvalho diz:

    Olá Sandra! Desde que idade os bebés podem ingerir côco ralado e uvas passas? Obrigada desde já! 🙂 Um beijinho e parabéns pelo excelente blog!

  • Sandra Santos diz:

    Olá Joana! Por norma recomendo a introdução do coco por volta dos 9 meses. Contudo, em África, onde trabalhei a sua introdução acontecia logo por volta do sexto mês. Não existem verdades absolutas no que toda à diversificação alimentar por isso deverá sempre imperar o bom-senso, assim como o contexto e historial clínico de cada bebé. Quanto às uvas passas, elas podem ser introduzidas a partir do 6-7º mês, desde que triturados na papa e sempre que possível demolhadas previamente. Dada a sua riqueza em fibra e de forma a proteger a fragilidade do intestino da criança, são indicados
    em pequenas quantidades. (cerca de 4 a 5 unidades) Quanto à uva passa “inteira”, como existe o risco de engasgamento e aspiração, só deve oferecer à criança a partir dos 12 meses e sempre com uma vigilância muito apertada. Beijinhos

  • Inês diz:

    Olá Sandra!
    Acabaram de sair do forno e estão deliciosas! Amanhã a minha bebé dará a sua sentença 🙂
    Durante quanto tempo devemos guardar as bolachinhas? Aguentam uma semana?

  • Sandra Santos diz:

    Olá Inês! Sim, aguentam mas começam a ficar mais moles, o que é normal visto não possuírem qualquer conservante. Beijinhos

  • Filipa Aragao diz:

    Adorei este blog. Muitos parabéns. E já agora tomo a liberdade de dizer que tenho um Francisco que também só me troca por comida ou mamocas. Deve ser do nome Serei assídua neste blog

  • Sandra Santos diz:

    Olá Filipa! Ainda bem que a vamos ter por cá! Agora que ninguém nos oiça: mesmo com 2 anos e meio, a Francisca ainda tem um fetiche com as minhas mamocas. Por isso, se for do nome prepare-se… 😉

Deixe um comentário