Quando vi a Minnie, num balão gigante, no bolo e pendurada nas árvores confesso que fiquei estupefacta. Uau! De onde é que saiu isto tudo?
Depois chegaram os meus avós, os meus primos e as minhas tias do Porto e ainda meia dúzia de amigos que a minha mãe fez ao longo destes anos e que fui conhecendo aos poucos. As minhas melhores amigas: a Laurinha e a Vera, não podiam faltar e lá vieram com os pais. Mas o mais emocionante foi ver o Iggy, o meu cão favorito, entrar em cena com a Bety e a Cati e roubar logo um pedaço de frango, da mesa de piquenique, toda bonita, que a Catarina da Momentos Únicos preparou para mim.
Às tantas começaram a dar-me imensas prendas, as primeiras foram mais giras: um xilofone, uma bola, um livro, um puzzle e até uns porcos que no início não percebi se eram uma piada de mau gosto… Mas são uns fantoches bem engraçados!
Deram um colar à minha mãe da Exquisite, a marca de jóias que ela tanto gosta, nem sei bem porquê, já que eu é que fazia anos mas ela até merece… Depois começaram a bombardear-me com roupa! A maior parte nem liguei mas quando vi aquele bomber cor-de-rosa ultra fashion, simplesmente não queria acreditar, vesti-o e não o queria tirar. Ninguém me venha dizer que estavam 30ºC, ok?
A minha mãe é que depois tomou conta da ocorrência e ficou toda feliz quando a Zara em miniatura deu à costa.
Eu fui ocupar-me do bolo. Alguém teve a brilhante ideia de o mudar de lugar e eu, ao mexer-lhe muito suavemente e sem que ninguém desse por isso, consegui mandá-lo ao chão, muito antes de terem tempo de me cantarem os parabéns.
Valeu-me a pasta de açúcar, aquilo é um betume mesmo resistente, ficou intacto e ainda dizem que o açúcar é mau, ah?!!…
Agora fora de brincadeiras, o interior do bolo era de agrião e doce de morango, uma alternativa um pouco mais saudável aos bolos convencionais mas igualmente delicioso. Embora fosse muito verde, o sabor a agrião não se notava e sabia a um simples bolo caseirinho.
E a pasta de açúcar já diz a minha mãe que é tão doce e enjoativa que ninguém tem coragem de comer mas eu e a Laurinha provámos às escondidas e fiquei com a impressão que andam a enganar-me…
Ainda assim até nem me portei mal, enfardei pepino (o meu mais recente “must have“) e palitos de cenoura até vir o Xico e a minha mãe por ser um dia especial fechou os olhos às chips de batata-doce que eu comi como se não houvesse amanhã. As azeitonas e o tomate cherry também não estavam mal. Do resto nem me lembro. Quem diria que os legumes iam fazer sucesso, especialmente entre os mais pequenos?
Foi um dia espectacular! Estava mesmo feliz… No meu mega, super piquenique só faltou o Tony Carreira mas acreditem: ninguém deu por isso! 🙂

(Ah! E obrigada à Nádia da Faith_hope_love pelas fotos; dá sempre jeito ter uma fotógrafa entre os convidados, especialmente quando a minha mãe decide levar a máquina e deixar o cartão em casa… Boa mãe. Estás sempre em altas!)

Obrigada Catarina, estava tudo perfeito!

 

Porque todos os detalhes são importantes!

Tinha pepinos, cenouras, tomates mas sim, também tinha as coisas das festas “normais”

Welcome! Esta belezura e muitos dos adereços foram comprados na Party&Bite

os primos

best friends

Vamos partir o bolo?

O meu bomber: vou dormir contigo, tomar banho contigo e mandar sopa pelo ar contigo: amo-te!

Uau, porcos… Adorei a prenda, não se nota? 🙂

Obrigada mãe, foi um dia espectacular!

Deixe um comentário