Correu sempre tudo tão bem com a amamentação e posteriormente com a introdução dos sólidos que desde cedo comecei a experimentar novas texturas, sabores e alimentos. Se calhar cedo demais… Ou não… Apanhei uma manga daquelas madurinhas, super doces e toca a juntar quinoa, o tal pseudo-cereal que tem vindo a ganhar fama pela sua interessante composição nutricional.

Alguns sites dizem que aos 8 meses a maioria dos bebés já terá capacidade de a digerir convenientemente. “Ó diabo, então mas a Xica por volta dos seis meses e meio deliciou-se com esta super papa de quinoa” – pensei…

Na realidade, não existe nenhum artigo científico, orientação ou parecer sobre quando é que esta pode ser introduzida na alimentação dos bebés, pelo menos que eu tenha conhecimento e alguns autores garantem que pode ser dada logo a partir dos 6 meses.

Certo é que a quinoa é revestida por uma camada de saponinas, um nome fofinho para estes compostos que a tornam ligeiramente amarga, tornando-a menos apetecível para a alimentação de crianças e bebés. Para nossa sorte, estas substâncias são solúveis em água e assim este desagradável efeito é bastante atenuado se a lavarmos e demolharmos.

As mamãs mais aventureiras poderão introduzir a quinoa a partir dos 6 meses, já as mamãs com bebés cujas barriguinhas são mais sensíveis e reactivas deverão esperar até aos 8 ou 9 meses, altura em que poderá dar largas à imaginação usando este miraculoso grão dos Andes, que na verdade é uma semente mas isso agora não interessa nada. Vamos à papa de quinoa?

Tamanho da Porção:

1

Ingredientes:

  • meia manga pequena fatiada, sem caroço (cerca de 100g)
  • 2 a 3 colheres de quinoa cozida

Preparação:

  • Reduzir a puré a manga juntamente com a quinoa cozida ou triturar apenas a manga e adicionar-lhe os grãos de quinoa para que o bebé se habitue a diferentes texturas.

Notas:

A quinoa deve ser previamente demolhada durante pelo menos 12 horas. A manga deve estar bem madurinha, caso contrário a papinha ficará amarga em vez de doce e saborosa como se pretende. A manga pode ser substituída por papaia ou pela junção de ambas que é uma combinação maravilhosa!

Gostou desta receita? Espreite estas…

Gostou desta receita?

Espreite estas…

Guacamole para bebés e crianças Guacamole para Bebés e Crianças Ver Receita Creme de cogumelos, batata-doce e funcho Creme de Cogumelos, Batata-Doce e Funcho Ver Receita Creme de milho com couve-flor e frango Creme de Milho com Couve-Flor e Frango Ver Receita Crepioca (2 ingredientes) Crepioca (2 ingredientes) Ver Receita Clique para ver as receitas

13 Comments

  • Cristina diz:

    Ola Sandra! Qual a sua opiniao em preparar as as papas de diversos cereais com fruta, congelar, para posterior uso? Se aconselhado, quanto tempo recomenda no congelador? Obrigada

    • Sandra Santos diz:

      Olá Cristina! Recomendo que fiquem no congelador por um período máximo de 1 a 2 meses. Beijinhos, Sandra

  • Sónia Tavares diz:

    Olá Sandra, quanto tempo deixa cozer a quinoa?

    • Sandra Santos diz:

      Olá Sónia! Depende um bocadinho da variedade de quinoa e da marca que a comercializa mas em média deixo cozinhar durante cerca de 15 minutos. beijinhos

  • Sílvia Antunes diz:

    A minha Francisca tem 7 meses e não vai (por ora) comer carne (eu não como e não sou “capaz” de lhe dar) e por isso já lhe introduzi a quinoa na sopa… até agora deu-se lindamente! Estou a introduzir o amaranto. Logo conto como correu!

    • Sandra Santos diz:

      Olá Sílvia,
      É comum pensar-se que a introdução de carne e peixe nesta fase da vida do bebé esteja intimamente relacionado com o aporte de proteínas de elevado valor biológico. Tal não deixa de ser verdade, no entanto, a importância da sua introdução deve-se também ao facto de ambos serem boas fontes de ferro, um mineral cuja deficiência tem consequências graves no desenvolvimento do bebé e cujas necessidades (11mg/dia) são difíceis de atingir através da alimentação. Obviamente respeito e compreendo a sua decisão mas aconselho-a a discutir com o profissional de saúde que assiste a sua Francisca sobre a necessidade de suplementação em ferro. Fico a aguardar que me conte como correu a introdução do amaranto e que partilhe connosco uma receitinha deliciosa!! Beijinhos, Sandra

Deixe um comentário