Skip to main content

A primeira vez que comi mandioca foi há muitos anos atrás, quando rumei até Recife, no estado brasileiro de Pernambuco, para ensaiar uma peça de teatro. A minha estadia, em terras de Vera Cruz, durou quatro meses mas foi preciso muito menos do que isso para ficar rendida à macaxeira, que é como lhe chamam por lá.

A mandioca (macaxeira ou aipim) é uma raiz comestível e uma excelente fonte de hidratos de carbono, cálcio e fósforo e possui ainda alguma vitamina C. Eu costumo usá-la para engrossar purés e caldos, em substituição da batata.

Mas tenho que confessar que mandioca frita me faz perder a cabeça: simplesmente adoro! Tal vício, entre outros, típicos da gastronomia brasileira, rendeu-me uns bons quilinhos a mais, na altura do regresso a Portugal. No entanto, como não tenho por hábito fazer fritos em casa, há séculos que não a como preparada desta forma e normalmente só a confecciono cozida.
A alface, essa sim, foi para mim uma inovação. Nunca a tinha adicionado à sopa, cremes ou purés. O quê??? – perguntam vocês.

Vá, eu sei que é muito comum mas nunca tinha feito. Ficou divinal! Mais um creme nota 10, como diriam os nossos irmãos, lá do outro lado do oceano!

Gostou desta receita? Espreite estas…

Gostou desta receita?

Espreite estas…

9 Comments

Deixe um comentário