Skip to main content

A combinação estival de pêssego com banana resulta num creme energético e muito docinho e agradável, já que ambos os frutos são ricos em açúcares naturais.

Repletos de betacaroteno, os pêssegos são, assim, uma boa fonte de provitamina A e contêm ainda fibra solúvel que proporciona uma sensação de saciedade e ajuda a prevenir situações de prisão de ventre.

A espelta é uma variedade de trigo e, portanto, um cereal com glúten. Existem alguns estudos que sugerem que para além da sua maior riqueza nutricional quando comparado com o trigo comum, o trigo espelta possui ainda menos ác. fítico, aumentando, assim, a sua digestibilidade. Tal é particularmente importante quando se trata da alimentação de um bebé e foi essa a razão que motivou a minha escolha por esta variedade deste cereal.

Espero que gostem desta papinha de espelta, pêssego e banana, já que para ficarmos mais felizes só falta mesmo que chegue o Verão (de uma vez por todas…)!

Gostou desta receita? Espreite estas…

Gostou desta receita?

Espreite estas…

15 Comments

  • Cristina Braga diz:

    Olá Sandra desde já parabéns pelo blog que tanto me tem deliciado e ajudado nesta aventura que é ser mãe!!! Tenho uma dúvida relativamente às papas caseiras (que têm feito um sucesso aqui por casa) como é que as posso oferecer ao meu filho quando saio? Levo-as já feitas? Podem reaquecer?
    Beijinhos e obrigada

    • Sandra Santos diz:

      Olá Cristina! Sim, pode levar já feitas, bem acondicionadas e refrigeradas (no caso de estar calor) e reaquecer. Ou então numa termos e assim manter-se-ão quentes. O reaquecimento só pode ser efectuado uma vez. Se sobrar terá que deitar fora. Beijinhos, Sandra

  • Letícia Silva diz:

    Olá Sandra, posso substituir a farinha de espelta pelos grãos de espelta? Obrigado

    • Sandra Santos diz:

      Olá Letícia! Sim, pode substituir sem qualquer problema mas atenção que o tempo de cozedura do grão é superior ao da farinha. Beijinhos, Sandra

  • Rita diz:

    Olá Sandra 🙂 quando diz para acrescentar leite materno ou fórmula à papa isto aplica-se a todas as outras papas com farinhas variadas (papinha de millet e pêra/papinha de arroz e maçã e outras do género?
    Convém fazer em quantidades pequeninas certo? Uma vez que não se deve guardar o que sobra?!
    Um beijinho

    • Sofia Nunes diz:

      Olá Sandra!
      Quando diz para não guardar, é depois de adicionar o leite, certo?
      Pergunto porque queria saber se posso mandar a papa para a creche, e lá, ser só acrescentar o leite.
      Obrigada

    • Sandra Santos diz:

      Olá Sofia,
      Sim, a papinha sem leite (materno ou fórmula) conserva-se no frio durante 48h ou no congelador durante 1 mês.
      Beijinhos,
      Sandra

  • Cláudia diz:

    Boa mais uma receita
    Podemos trocar a farinha de espelta por farinha de milho, arroz, linhaça??

Deixe um comentário